sábado, 27 de julho de 2013

Novas cédulas de R$ 2 e R$ 5 começam a circular segunda-feira

Nesta segunda-feira (29) começam a circular as novas cédulas de R$ 2 e R$ 5 da segunda família do real. Segundo o Banco Central, as notas trazem elementos adicionais de segurança, como a marca d’água e o número escondido, já presentes nas notas de R$ 50 e R$ 100 e de R$ 10 e R$ 20, lançadas respectivamente em 2010 e 2012.
As novas cédulas encerram o ciclo de substituições iniciado pela autoridade monetária em 2010. Naquele ano, foram divulgadas imagens dos seis novos modelos. As cédulas da segunda família do real trazem o valor da nota no canto superior direito.
A substituição das cédulas antigas pelas novas será gradual, conforme as primeiras forem tiradas de circulação em função do desgaste natural.

Com informações Agência Brasil

Encontros para motivar o desenvolvimento regional

No momento em que o Ceará vive uma das piores estiagens dos últimos anos, a comissão de Desenvolvimento Regional, Recursos Hídricos, Minas e Pesca da Assembleia Legislativa do Ceará e o Conselho do Desenvolvimento Econômico Estadual vão promover, a partir de 29 de agosto, seminários em quatro municípios do Interior cearense, com o objetivo de “promover o desenvolvimento regional”. Os eventos vão contar com a participação de secretarias estaduais, do Sebrae e de instituições bancárias públicas.
Deputado Neto Nunes quer mobilizar a população de vários municípios do Estado com os encontros programados pela comissão que preside FOTO: JOSÉ LEOMAR
O presidente da comissão do Desenvolvimento Regional, deputado Neto Nunes (PMDB), informa que o primeiro seminário será realizado em Icó, seu principal reduto eleitoral. De acordo com ele, devem participar, desse primeiro encontro, prefeitos, vereadores, produtores e trabalhadores rurais, líderes classistas e empresários de outros 22 municípios da região de Iguatu e do Jaguaribe. Os outros três seminários estão marcados para o dia 28 dos meses de setembro, outubro e novembro deste ano, respectivamente, em Juazeiro do Norte, Tauá e Sobral.
Necessidade
O peemedebista afirma que foram convidados para participar dos seminários representantes das secretárias do Desenvolvimento Agrário, dos Recursos Hídricos, das Cidades, bem como do DNOCS, da Agência de Desenvolvido do Estado do Ceará (Adece), do Sebrae, da Caixa Econômica Federal, do Banco do Brasil e Banco do Nordeste (BNB). “Na abertura, cada uma dessas instituições vai falar e, em seguida, eles vão para uma sala temática, onde os participantes poderão expor suas demandas de forma específica, conforme a necessidade de cada um deles”, explica.
Nunes diz que a ideia é promover, por meio do debate, a aproximação entre a sociedade e as instituições públicas e privadas, que, segundo ele, apesar de toda a tecnologia e propaganda existente, é bastante difícil no interior. “Hoje, o BNB, por exemplo, tem várias linhas de crédito, mas, muitas vezes, o agricultor não tem acesso, pela dificuldade de chegar até o banco”, comenta. Outro objetivo, acrescenta, é descobrir as potencialidades de cada região do Estado, para “aperfeiçoar as ações dessas instituições voltadas para as necessidades do povo”.
Relatório
O parlamentar comenta ainda que a ideia é que, ao final de cada seminário, seja feito um relatório com as principais demandas e seus possíveis encaminhamentos dados pelas instituições, para que técnicos da comissão e do Conselho de Desenvolvimento Econômico possam “articular o que ficar encaminhado”, para que os seminários tenham resultados concretos. “Hoje são realizadas muitas audiências públicas, mas, quando elas terminam, os problemas continuam os mesmos, pois os resultados, na maioria das vezes, não são resolvidos”, alfineta.
De acordo com o presidente da comissão do Desenvolvimento Regional, os quatro primeiros municípios que receberão o seminários foram escolhidos conforme a solicitação de lideranças daquelas cidades. Ele comenta, contudo, que, apesar de a programação inicial contemplar apenas quatro municípios, a ideia é que, em todos os seminários, pessoas de outras cidades próximas também participem. O deputado adianta ainda que o objetivo é continuar os seminários no próximo ano, de forma a atender todas as 21 macrorregiões do Estado.
Seca
Por seu turno, o deputado João Jaime (PSDB), presidente da comissão especial que acompanha o atendimento às vítimas da seca e as providências anunciadas pelos governantes estadual e federal, quer, também, promover alguns encontros em cidades do Interior, a partir do mês de agosto, para constatar, nas áreas mais atingidas, como estão sendo executadas as ações públicas.
Fonte: Diário do Nordeste

terça-feira, 16 de julho de 2013

Icó-CE: Agricultores ocupam sede do DNOCS durante manifestação

Reivindicando a imediata construção do canal de adução que vai transpor água para 70% do perímetro irrigado (entre as localidades de Icó a Lima), desativado há 13 anos e liberação de recursos para a obra de recuperação de infraestrutura, cerca de 300 agricultores ocuparam, na manhã desta terça-feira (16) a sede da Unidade do Médio Jaguaribe do Departamento Nacional de Obras contra a Seca (DNOCS), na cidade de Icó.

Segundo o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Icó, Ireudo Félix, "a ocupação é por tempo indeterminado até que as reivindicações apresentadas ao órgão sejam atendidas". Félix diz que as cobranças são antigas e que "a classe já está cansada de ser enrolada".

Apresentação de um projeto de auto sustentação das unidades produtoras e regularização fundiária dos lotes, são outras reinvindicações contidas na pasta entregue à superintendência do DNCOS, em Fortaleza.

Está marcada para amanhã, às 14 horas, uma reunião na própria sede do órgão, no entanto, o chefe da Unidade do Médio Jaguaribe, Francisco Alves de Andrade, acredita que não será "possível ocorrer a audiência solicitada pelos manifestantes, pois os diretores do órgão estão viajando". Andrade deu o prazo de três dias para que todas as propostas sejam ouvidas.

“Acreditamos que até o fim desta semana haverá a reunião para discutirmos a pauta de reivindicações dos manifestantes”, disse. O diretor reconhece que até esta data, "será impossível trabalhar por causa da ocupação".

Fonte: Site Miséria

sábado, 6 de julho de 2013